quinta-feira, 7 de maio de 2020

Caixa pode mudar pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial de R$ 600


Fila na Caixa: mais funcionários e horários estendidos para reduzir filas (Roberto Parizotti/Fotos Públicas)

Intuito seria reduzir filas e aglomerações nas agências dividindo pagamento entre beneficiários do Bolsa Família e os sem conta em banco

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, anunciou em coletiva nesta segunda-feira (4) que a Caixa pode realizar modificações no calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600. As novas regras, caso sejam aprovadas, devem ser anunciadas nesta semana.
A ideia, que foi discutida hoje com o ministro Onyx Lorenzoni e o presidente Jair Bolsonaro, é que o calendário de pagamento seja dividido entre beneficiários do Bolsa Família e trabalhadores que não tenham conta em banco, os dois públicos mais carentes. O intuito seria evitar aglomerações e filas nas agências, como forma de impedir o contágio de pesssoas pelo novo coronavírus.
Seu Dinheiro Governo lança site para consulta ao auxílio emergencial de R$ 600 query_builder5 maio 2020 - 15h05
Pelo calendário atual, o pagamento da segunda parcela para os beneficiários do Bolsa Família começa no dia 18 e termina no dia 29 de maio.
Não há mais um dia para que os trabalhadores já cadastrados no CadÚnico receberam a segunda parcela do benefícioO calendário da segunda parcela já está atrasado em oito dias. Inicialmente, a Caixa disse que pagaria o público que tem cadastro no CadÚnico a partir do dia 27 de abril.
Já para os trabalhadores que estão fora do CadÚnico ainda não é possível prever quando o banco poderá começar a pagar a segunda parcela porque ainda estão em análise 6 milhões de cadastros. “Eles podem ser aprovados, não aprovados ou classificados como inconclusivos”, diz o executivo.
Por Marília Almeida/ exame abril