quinta-feira, 13 de setembro de 2018

A importância de Haddad na derrocada do golpe


“O que é colocado em jogo nessas eleições não é apenas o projeto de administração do país pelos próximos quatro anos”, diz Faquim
Estamos a menos de um mês das eleições gerais, seu resultado é tão incerto quanto sua realização.  O arbitrário impedimento a candidatura de Lula, os muitos atentados a candidatos e seus apoiadores e as declarações dadas por representantes das forças armadas mostram como o Brasil se encontra dividido nesse momento. No entanto, o que mais tem me chamado atenção é o desanimo de alguns setores ligados a esquerda e especialmente ao PT, muitos inclusive buscando saídas mais fáceis e confortáveis. É sim, a saída mais fácil e confortável a que me refiro é o tal do “voto útil” no Ciro Gomes.
O que é colocado em jogo nessas eleições não é apenas o projeto de administração do país pelos próximos quatro anos. Serão essas eleições que darão ou não legitimidade ao Golpe de Estado que retirou Dilma do poder, entregou as riquezas nacionais aos estrangeiros e prendeu o ex-presidente Lula mesmo sem provas. Retiraram o PT do governo e prenderam seu maior líder com o objetivo de inviabilizar eleitoralmente o partido e assim garantir que o povo não voltasse ao poder. Declarar apoio ao Ciro e desistir de lutar antes mesmo de começar, mais que isso é compactuar com o discurso dos golpistas.
Fernando Haddad pode não ter a mesma trajetória de vida e militância do Lula, pode até mesmo ser considerado a mais coxinha entre as mortadelas, mas foi ele o escolhido para derrubar o golpe. Haddad assume a responsabilidade de representar o projeto político que foi interrompido em 2016, representar Lula que é vitima do mesmo golpe e representar tantos brasileiros que se sentem desamparados. Muitos alegam que Haddad não tem potencial para vencer as eleições, se assim fosse não estariam tão preocupados em derruba-lo.
Hoje Haddad tem 9% das intenções de votos, segundo as últimas pesquisas. É obrigação de cada militante de esquerda, de cada democrata nesse país contribuir para que Haddad vença essas eleições e demonstrando já na próxima pesquisa Haddad em primeiro lugar. Fernando Haddad foi incumbido de derrotar o golpe, seguiremos firmes com ele até o fim!

Por Gustavo Faquim,  Secretário Municipal de Juventude – PT de Ceres (GO)